terça-feira, 21 de agosto de 2018

Quando a pirataria é uma solução


Por Fernando Jácomo,

Você já ouviu falar do game P.T.? Se você nunca ouviu falar, saiba que nada tem a ver com aquele partido político controverso. P.T. vem da expressão "Playable Teaser", uma espécie de demo jogável que introduziu o jogador em uma experiência inédita. O projeto foi lançado exclusivamente para o PlayStation 4 em 12 de agosto de 2014 como download gratuito na PlayStation Network e servia principalmente como um teaser interativo para o jogo Silent Hills.

Essa versão de jogo, era acima de tudo muito bem feita e melhor do que muito jogo completo - não bastasse, o jogo era uma produção de Hideo Kojima. O problema entretanto é: o game foi cancelado e removido da Playstation Network logo em seguida. E aqui começa o nosso maior problema

Quem conseguiu baixar P.T. até a data de sua remoção possui um playstation com uma raridade inigualável, pois o jogo simplesmente deixou de existir. A tendência é que essa ótima produção desapareça para sempre conforme as pessoas forem abandonando seus consoles.

E assim como P.T., dezenas de outros jogos também deixaram de existir conforme seus consoles foram sumindo, especialmente consoles como 3DO, Jaguar e o famigerado Zeebo.

Cenas de P.T.

Além do mais, videogames antigos possuem um inimigo maior do que a falta de sucesso, os desacordos e o esquecimento: o tempo, é sem dúvida nenhuma o maior vilão. Isso porque jogos lançados em cartuchos ou mesmo os consoles capazes de processarem tendem a se deteriorarem com o tempo.

A solução para o problema surge no paradigma - ou na hipocrisia. A única forma de grandes lançamentos não ficarem esquecidos é por meio da pirataria, seja ela na codificação de ROMs, seja em remakes indies ou mesmo na reprogramação de cartuchos para que estes aguentem um pouco mais os anos.

O paradigma aqui ocorre com a criminalização da pirataria: cópias ilegais (edit: ou a reprodução não autorizada de uma propriedade intelectual) é crime. Um exemplo é o de Streets of Rage Remake, lançado por fãs com o objetivo de melhorar os jogos e homenagea-los. Porém a mensagem não foi entendida pela SEGA e o game precisou ser retirado imediatamente do ar (fonte). Os danos foram mínimos, uma vez que a SEGA relançou o game em coletâneas tanto para a PS3 e Xbox 360 quanto para PS4 e Xbox One. Porém isso é relativo.

Streets of Rage Remake
Grandes games da SEGA como Imortal, Chakan, Castlevania, World of Ilusion, Castle of Ilusion, Sonic & Knucles, Ultimate Mortal Kombat 3 e outros, nunca passaram perto de suas coletâneas e, se não fossem pelas ROMs ou reprogramação de cartuchos, ninguém conseguiria jogá-los mais, uma vez que o mercado de games de colecionador é pouco comercial e bem caro.

Porém o protecionismo pela patente e pela marca não é um traço exclusivo da SEGA. Outras grandes como a Nintendo e a Sony possuem na conta uma série de jogos raros impossíveis de localiza-los se não fosse a possibilidade de se copiar discos ilegalmente. É o caso da biblioteca de PS One e PS2 que, apesar de serem gigantescas, pouco se reaproveita delas. São inúmeros jogos como Mercenaires, Lupin The Third, Fatal Frame e The Simpsons Hit and Run, que se não fosse a pirataria, teriam sido deixados de lado.

No artigo "Porque alguns jogos estão em risco de desaparecerem para sempre", Heather Alexandra, repórter da Kotaku explica que houve casos que talvez jogos tenham passado despercebidos:
"Um dos exemplos mais graves disso é a versão original de Final Fantasy 7. Os trabalhos naquele game começaram  em 1994, quando se pretendia fazer um título para Super Nintendo. (...) Uma imagem do jogo pode ser encontrada nos livros de memorial de Final Fantasy 25th Anniversary Ultimania. É uma das únicas provas materiais de que o projeto existiu (para SNES). (...) ... a maioria das pessoas só conhece a versão de Final Fantasy 7 que foi lançada."
Concept arte de Final Fantasy VII para SNES
Além do risco de desaparecimento dos jogos por toda essa questão mercadológica, também existe o fator popular. O documentário "Paralelos" vai além e diz que mesmo a pirataria sendo um problema para artistas e empresas, se não fossem as gambiarras locais durante os anos 70 e 80, não existiriam jogadores e a cultura de games no país. Dividida em três episódios, a série narra a popularizacão dos arcades modificados nos anos 70, o surgimento de consoles e jogos piratas nacionais e a era dos emuladores por meio de depoimentos de quem viveu dentro e fora da indústria, como João Costa, o primeiro funcionário da Taito no Brasil. O documentário pode ser conferido aqui.

O mercado de Paralelos no Brasil foi responsável pela popularização no país

Obviamente que não queremos que a pirataria seja a solução para todos esses problemas - e muito menos queremos incentivá-la - porém as empresas detentoras desses produtos pouco fazem para resolver a questão e cada vez mais jogos acabam entrando em um limbo perigoso e boas histórias, bons produtos e bons jogos se tornam apenas um eco de um passado que se importou mais com o seu poder de mercado e menos com o seu valor cultural.



***


Venha assistir aos nossos canais 
Confira os nossos últimos vídeos e inscreva-se

PAPO PLAY
Papo Play é uma proposta onde falamos sem papas na língua sobre Cultura Pop. O objetivo é mais do que entreter, mas mostrar formas onde a galera pode se divertir com os temas. Desde eventos até jogatinas online, bebemos, discutimos e falamos sobre diversos produtos da cultura Pop, confira nossos últimos vídeos e se inscreva.

A Cabana
Depois de explorarmos o mundo do Brisil, chegou a hora de buscarmos respostas nas estrelas em um outro mundo repleto de chuvas ácidas, missões e monstros que parecem ter saído de um episódio do Black Mirror.



Segunda Chance para No Man's Sky
Hoje no Papo Play vamos jogar a atualização de Next, em No Man's Sky e vamos ver se as coisas realmente mudaram. Acompanhem nosso gameplay e aproveitem para participar mandando seus comentários.



Afinal: Quem está vivo e morto após Vingadores: Guerra Infinita e Homem-Formiga 2?
Vingadores: Guerra Infinita trouxe uma novidade para o universo de heróis no cinema: morte! Porém algumas pessoas estão perdidas com quem sobreviveu e quem morreu. Mostramos aqui e ainda falamos de outros personagens que nem apareceram no filme, mas que são impactados com o final: Tia May, a Valquíria, Agents of Shield, Jane Foster e outros.


NA ESTRADA
Publicado semanalmente (todo domingo) durante o ano de 2018 no canal Perdi Meus Óculos: Na Estrada, a série Entre a Cruz, a Concha e a Espada
 é a segunda temporada de uma produção independente que acompanha dois peregrinos na rota francesa do Caminho de Santiago. Iniciada na cidade de Burgos até Santiago de Compostela, Fernando Jácomo e Leandro Cotrim têm a missão de cumprir tarefas de reflexão diariamente e percorrer uma distância que os testará psicologicamente, espiritualmente e fisicamente. Confira alguns vídeos:

O Silêncio de Melide
O Caminho de Santiago de Compostela na Espanha demanda reflexão e a reflexão pede muitas vezes silêncio. Nosso caminho até a cidade do vídeo de hoje foi dedicado ao silêncio e apesar de não verbalizarmos nada, foi nele que descobrimos que as maiores diferenças podem ser gritantes. Caminhem conosco até a bela cidade de Melide na Galícia e aproveitem para provar com a gente o famoso prato típico da região: o Pulpo de Melide.




Fantasiados e Molhados em Palas de Rei
Tudo começa com uma história do caminho. Mas aí em meio à chuvas torrenciais, barros e muitas dificuldades, encontramos maneiras de aproveitar o caminho e rir das dificuldades, afinal de contas a felicidade está no caminho e não no fim.



Uma Pedra no Caminho de Portomarín
Tinha uma pedra no meio do caminho! Confira uma de nossas reflexões mais importantes (talvez a mais importante) que fizemos no Caminho de Santiago de Compostela enquanto seguimos pelas trilhas da Galícia rumo à cidade de Portomarín. 



Três canções para Sarria
E seguimos viagem pelo caminho de Santiago de Compostela. Acompanhados de uma chuva pesada até a cidade de Sarria, aprendemos que quando tudo está dando errado talvez o que nos resta é seguir em frente cantando. Confira!


Cruzando Histórias até Triacastela
E chegou a hora de descemos o Cebreiro no Caminho de Santiago. Seguindo com o mesmo grupo, fizemos uma descida marcada por uma densa neblina e uma temperatura bem baixa. Confira no vídeo de hoje.





Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Ofertas

Vendas de Consoles no Mundo

Marcadores

13 reasons why 3% 99 vidas a torre negra action figures activision adventure Time Agatha Christie america's Got Talent animações Animais Fantasticos anos 80 apple artes artes marciais artigo assassins creed astronomia atari avatar bastidores batman bebe e jogo bebidas bethesda beyond good and evil bgs black Mirror Blade runner bleach blizzard board games borderlands brazil games bruxas bungie call of duty caminho De Santiago De Compostela cannes capcom Cara Gente Branca carl sagan castlevania causas sociais cavaleiros do zodiaco Caverna do Dragao chaves ciencia cinema civilization contra copa do mundo cosplay counter strike Criticas críticas-Filmes curiosidades dança Dark Darksiders DC deadpool death note defensores destiny DesventurasEntreACruzEAConcha detona Ralph dicas disney doctor who documentario donkey kong Doug Douglas Adams dragon ball e3 ea sports egito entre A Cruz E A Concha entre cuba e mexico entrevista Episodios esportes esports estilo; comidas faceDance far cry fatal fury feminismo ficção cientifica fifa filmes de terror final fantasy final fight fortinite fox FreeGames frozen funko futebol galeria galerias de fotos game of thrones gameplay games brasileiros games-retro Gaming gatos globo god of war guardioes da galaxia guia harry Potter hbo hello kitty Hercule Poirot Historia Historias-Nerds horizon zero dawn house of cards india indie games infamous infográficos injustice Institucional internet invocacao do mal It james bond Jaspion jouney jurassic park justiceiro k-pop kill bill king of fighters kingdom hearts kojima konami la casa de las flores la casa de papel lanterna verde last of us lego lgbt liga da justiça livros lucky luke mad max makingOff manga mario marketing marvel Marvel Versus Capcom mega drive megaman merlí metal gear Michael Jackson microsoft missao impossivel mitologia grega mobile games monty python mortal kombat museus musica Na Estrada namco naruto neon genesis evangelion netflix news ni no kuni nights nintendo no mans sky oito mulheres e um segredo one piece onze homens e um segredo oscar overwatch pacman papo play PCGames peanuts pixar planeta dos macacos plants versus zombies play playmobil playstation pokemon pokémon pokmon politica e sociedade portas dos fundos power rangers princesas quadrinhos Quem somos quentin Tarantino realidade virtual reality show Red Dead Redemption 2 religiao resident evil Rick & Morty rock rockstar RPG sailor moon San Diego Comic-Con sao paulo saude Sci Fi Sega senhor dos aneis sense8 seriados shazam shows silent hill silvio santos simpsons slender man Smash Bros snk snoopy sonic sony Space Opera speedrun spider man square star trek star wars steam stephen king Stranger Things street fighter streets of rage super sentai superman tales from borderlands tbt teatro tecnologia TecToy tekken telefonia televisao telltale The Big Bang Theory the last of us the walking dead The witcher this is america Tintim Tomb Raider TOP5 trailer transformers trophy X-ray turma da monica tv ubisoft uncharted videogames live videos vingadores warcraft World War Z xbox xmen you tube yu yu hakusho Zelda zumbis

Blog Archive