segunda-feira, 12 de março de 2018

Na Estrada :: Como pagar mais barato no seguro viagem


Nem só de cultura pop vivemos, por isso aproveitamos sempre para poder viajar pelo Brasil e pelo mundo para poder absorver novas culturas e aprendizados. Para quem nos acompanha nas redes sociais viu que fizemos mais uma vez o Caminho de Santiago de Compostela

Como de praxe, precisávamos escolher um seguro viagem internacional para essa empreitada. No nosso caso, tínhamos 2 agravantes: o tratado de schengen e viagens para fins esportivos. 

O Tratado de Schengen é uma convenção entre países europeus sobre uma política de abertura das fronteiras. Entre diversas medidas, está a obrigação do viajante possuir uma Assistência e Seguro Viagem com cobertura mínima de € 30.000. 

A Prática de Esportes é um agravante maior pois alguns seguros não cobrem possíveis acidentes (fatais ou não) referente à práticas esportivas.

Algumas pessoas se arriscam em não fazer o seguro, porém além de correr o risco de ser barrado na imigração, a pessoa corre o risco de precisar de um suporte na Europa. A assistência auxilia na busca por médicos e hospitalizações e vai desde suporte financeiro para casos comuns como extravio de bagagem até casos extremos como acidentes fatais e transporte funerário.

Tendo isso em mente, fui buscar os seguros-viagem no país no país e para minha surpresa, os custos ultrapassavam a casa de milhares de reais

Foi então que decidi buscar por outras opções mais baratas.

Cartão de Crédito - Nem tão prático assim
Uma forma prática é acionar o seguro viagem do Cartão de Crédito. Alguns deles oferecem todos os serviços que um seguro normal, porém conforme fui pesquisando, percebi que o cartão de crédito não é tão prático assim.
Primeiro que não é para todos. Algumas bandeiras oferecem apenas para possuidores de cartões black e platinum. Os demais, precisam entrar em contato com as operadoras para poderem ter acesso ao benefício. 
Outro fator é que é preciso apresentar a documentação para a imigração falando do seguro, o que obriga o segurado a baixar os certificados nos sites das operadoras.
Em complemento, é preciso ter cuidado para ver se o cartão cobre o Tratado de Schengen e Prática de Esportes. Importante: os reembolsos normalmente ocorrem após a data da viagem.

Uma outra opção: uma Luz no fim do túnel
Comecei a averiguar uma forma de contratar um Seguro-Viagem internacionalmente, em outras palavras, procurar por serviços de Seguro Viagem na gringa. 
A única demanda aqui, é saber  inglês.
Primeiro vi com operadoras de turismos e diante de diversas buscas, encontrei o portal Insubuy que permite a busca de diversos seguros que estejam por um filtro no próprio site.
Além de simples, ele me ajudou a achar um seguro bem mais em conta e no final os milhares de reais viraram 300 reais.
Ele indica uma série de seguros para estrangeiros e permite baixar o manual com as condições de turismo. Escolhi um seguro que permitia prática de esportes não-radicais (Hiking e Trekking não estavam na lista de exceções) porém com um detalhe importantíssimo: dentre as opções do site, escolhi uma seguradora famosa no mercado internacional.

Cartão de Crédito ou seguro contratado no exterior?
O objetivo aqui é economizar sem perder os benefícios e ambas as opções oferecem esse benefício. 

Cartão
Se você não fala inglês, talvez seja melhor acionar a Operadora do cartão. Vai pagara mais barato porém terá que tomar alguns cuidados adicionais. 
A vantagem é a praticidade, a desvantagem é o excesso de trabalho que terá caso não tenha o seguro na sua anuidade.

Seguro contratado no exterior
Caso fale inglês, você pode optar por operadores de turismo no exterior, ou sites com o Insubuy, World Wide Insure ou o Travel Insure Europe, mas atenção: leia o contrato antes para verificar os detalhes de sua viagem (valor do seguro, esportes, doenças pré-existentes) e opte por seguradoras com renome no mercado (Allianz, Tokyo Marine etc) - pesquise antes. 
A vantagem é o pacote de benefícios com custo baixo. A desvantagem é saber falar inglês e ter que realmente ler o contrato antes de contratar o seguro.

Edit - Não encontrei nenhum caso, mas há relatos de que algumas operadoras podem ter restrições quanto a não residentes da União Européia ou não-americanos/canadenses. Não vi nenhum caso, mas custa nada ficar atento aos termos.

Edit 2 - Leitura de contrato não deveria ser uma desvantagem, afinal de contas, em todos os casos o contrato deve ser lido. Mas muitas pessoas não lêem. De qualquer forma, acredito que a restrição maior na opção "contratado no exterior" seja o fato do contrato estar em inglês. 

Conhece Nosso Canal?
Cultura Pop e Viagens em um único lugar




Fontes:


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Ofertas

Vendas de Consoles no Mundo

Marcadores

13 reasons why 3% 99 vidas a torre negra action figures activision adventure Time Agatha Christie america's Got Talent animações Animais Fantasticos anos 80 apple artes artes marciais artigo assassins creed astronomia atari avatar bastidores batman bebe e jogo bebidas bethesda beyond good and evil bgs black Mirror Blade runner blizzard board games brazil games bruxas bungie call of duty caminho De Santiago De Compostela cannes capcom Cara Gente Branca carl sagan causas sociais cavaleiros do zodiaco Caverna do Dragao chaves ciencia cinema civilization contra copa do mundo cosplay counter strike Criticas críticas-Filmes curiosidades dança Dark Darksiders DC deadpool death note defensores destiny DesventurasEntreACruzEAConcha detona Ralph dicas disney doctor who documentario donkey kong Doug Douglas Adams dragon ball e3 ea sports entre A Cruz E A Concha entre cuba e mexico entrevista Episodios esportes esports estilo; comidas faceDance far cry fatal fury feminismo ficção cientifica fifa filmes de terror final fantasy final fight fortinite fox FreeGames frozen funko galeria galerias de fotos game of thrones gameplay games brasileiros games-retro Gaming gatos globo god of war guardioes da galaxia guia harry Potter hbo hello kitty Hercule Poirot Historias-Nerds horizon zero dawn house of cards india indie games infamous infográficos injustice Institucional internet invocacao do mal It james bond Jaspion jouney jurassic park justiceiro k-pop kill bill king of fighters kingdom hearts kojima konami la casa de papel lanterna verde last of us lego liga da justiça livros lucky luke mad max makingOff manga mario marketing marvel Marvel Versus Capcom mega drive merlí metal gear Michael Jackson microsoft missao impossivel mitologia grega monty python mortal kombat museus musica Na Estrada namco naruto neon genesis evangelion netflix news ni no kuni nights nintendo no mans sky oito mulheres e um segredo one piece onze homens e um segredo oscar overwatch pacman papo play PCGames peanuts pixar planeta dos macacos plants versus zombies playmobil playstation pokemon pokémon pokmon politica e sociedade portas dos fundos power rangers princesas quadrinhos Quem somos quentin Tarantino realidade virtual reality show Red Dead Redemption 2 religiao resident evil Rick & Morty rock rockstar RPG sailor moon San Diego Comic-Con saude Sci Fi Sega sense8 seriados shazam shows silent hill silvio santos simpsons slender man Smash Bros snk snoopy sonic sony Space Opera speedrun spider man square star trek star wars steam stephen king Stranger Things street fighter streets of rage super sentai superman tales from borderlands tbt teatro tecnologia TecToy tekken telefonia televisao telltale The Big Bang Theory the last of us The witcher this is america Tintim Tomb Raider TOP5 trailer transformers trophy X-ray turma da monica tv ubisoft uncharted videogames live videos vingadores warcraft World War Z xbox xmen you tube yu yu hakusho Zelda zumbis

Blog Archive