segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Rick & Morty :: Seriado indiretamente levanta um questionamento polêmico: o fã tóxico

Niilismo? Universos paralelos? Vida inteligente fora da Terra? Física Quântica? Sentido da vida? Nada disso, o maior problema que Rick Morty evidenciou nas últimas semanas foi outro.

Terceira Temporada de Rick & Morty causou diversos questionamentos dentro e fora da série
Por Fernando Jácomo,

Rick & Morty é uma animação que está associada à muitos adjetivos e buzzwords: transgressora, disruptiva, inovadora... e por aí vai. Além de abordar questões filosóficas de forma bastante complexa, é também uma série que bebe de diversas animações para adultos como Simpsons, Futurama, Family Guy e Frango Robô (esta última também pertencente da mesma dona, Adult Swin).

Assim como todas essas séries, R&M tem diálogos ácidos e cheios de ironia. entretanto conta com um diferencial: Não há limites! E diante de tanta "loucura" em tela, o seriado consegue levantar questionamentos importantes que fazem você repensar sua existência. 

Não durou muito tempo, para que alguns anos depois, uma comunidade inteira de fãs se formasse e passasse a amar a série. Porém diante de toda essa complexidade e, recentemente com a exibição da terceira temporada de R&M, um problema veio à tona: toxidade dos fãs.

O fato (e prometo não soltar spoilers)


A história desse problema começa após a exibição do primeiro episódio da terceira temporada de Rick & Morty em Abril de 2017. No episódio com o nome "Lost in the sauce", Rick se encontra em uma situação em que relembra uma promoção do MC Donalds do filme Mulan da Disney (filme de 1998), onde eram oferecidos nuggets com um molho chamado Szechuan Sauce.


O MC Donalds viu no episódio inicialmente uma homenagem e enviou para Justin Roiland, um dos criadores da série, um galão do molho.


Após o episódio, os fãs saudosistas começaram a pedir pelo mesmo molho. Vendo uma oportunidade, a rede de Fast Food nos EUA fez uma promoção onde alguns restaurantes do país receberiam em torno de 20 porções do molho especial em apenas um dia.

A promoção gerou filas gigantescas e nem todo mundo teve seu molho. Houve confusão em diversos pontos do país, pessoas molhavam seus nuggets em poças do molho caído no chão, houve manifestação, protestos, brigas, polícia, prisão e até molhos sendo revendidos e leiloados por preços abusivos - dizem que venderam por um carro, mas isso parece apenas fake news.

A rede do Mc Donalds prometeu que relançará o produto em um futuro breve depois de tamanha confusão.

Fãs (tóxicos), se acalmem

O que está errado nessa situação é pensar até onde os fãs vão para defender suas séries com unhas e dentes. 

Mas como tudo na vida, devemos olhar para os dois lados dessa moeda polarizada... primeiro para os fãs: Até algumas décadas atrás, nós nerds vivíamos nas sombras, organizados em pequenos grupos que se juntavam para falar de quadrinhos, filmes, games, RPG ou qualquer outro assunto nosso.

Éramos zoados e não era legal ser nerd! Na época não falávamos do termo Bullying e era legal ser do esporte ou popular.. mas não nerd. Demorou para nós nerds ganharmos espaço, aprendermos a nos defender. 

O que incomoda muitos de nós, é que a questão virou mainstream e hoje todos querem ser nerds. Porém o merecimento daquele que foi zoado e recebeu bullying a vida inteira é maior... para alguns de nós.

Por outro lado, vivemos em uma sociedade e o fato do produto/série/franquia tão amado(a) ser mainstream faz com que ele tenha acesso e possa ser melhor aproveitada. E que bom que é legal ser nerd, pois finalmente temos destaque e podemos ser reconhecidos por algo que gostamos muito.

Mas alguns de nós, pensam: eu sou merecedor, custe o que custar. 
Aí temos o fato do MC Donalds e tantos outros frequentes: o fã tóxico, as dicussões e as brigas. Por sorte não é a maioria.


Fila de fãs atrás do molho - Filas e exclusividade fazem parte, mas e quando há discussão e confusão?
Mas o problema não é esse... sério!

E me permitam ser ríspido: a briga é uma burrice desnecessária.  Além de toda discussão virar um tremendo Fla-Flu entre DC e Marvel, Playstation e Xbox, Iphone e Samsung e etc, existe uma questão importante: 
O MC Donalds (e muitas das outras empresas) não é uma organização filantrópica, ela quer somente seu dinheiro. Ela quer lucro, ela não importa com sua saúde. Ela faz campanha social para reduzir pagamento de impostos. Ela quer barulho e quer que você compre seu lanche, pague e depois volte. Só isso. 
Assim vale para a Apple, Sony, Microsoft etc. Elas só querem seu dinheiro. Elas estudam meios de nos agradar gerando uma necessidade em seus clientes para que estes, se tornem fiéis à marca e gastem. Recentemente,  um desenvolvedor do game Mass Effect ratificou esse problema ao afirmar que a EA não se importa com o que os jogadores querem, ela quer seu dinheiro em micro transações

Tudo bem fazer filas para pegar aquele produto com exclusividade, só não vale "cruzar a seguinte linha": estou fazendo mal (fisicamente ou psicologicamente) para mim ou para algum outro ser-humano por causa de uma marca ou produto?  

Galera, o mundo é capitalista! 

Pensar que alguém quer sua alegria apenas é ser ingênuo demais. Tecnicamente o que o MC fez foi um buzz de marketing e um teste para um produto.

Analisem os fatos: Mulan vai voltar aos cinemas em 2019, MC se aproveitou de Rick & Morty e do buzz nas redes sociais para criar uma campanha de um dia. E o detalhe: 20 potinhos por unidade no MC Donalds! 20!

É correto afirmar que MC Donalds está jogando um jogo perigoso. Segundo um artigo no Polygon, O MC Donalds está perdendo sua parcela no mercado cada vez mais e se utilizar da polêmica nas redes é uma ótima saída para ganhar popularidade.

Tanta briga vale a pena?

E pessoal, vale a pena brigar com seu amigo no facebook porque ele não é um super conhecedor de algo ou porque ele gosta de algo diferente? Vale a pena brigar por se achar mais merecedor por algum motivo?

Será que os nerd-moderados precisarão voltar aos grupos isolados dos anos 80-90 para se protegerem dos fãs-haters e exagerados?

Muitos adoram Rick & Morty (e se alguém não gostar, tudo bem). Só não nos matemos por causa de um produto. E como diz Morty: 
"... ninguém existe por uma razão, todo mundo morre um dia, venha assistir TV."

E se fizerem questão do molho, a receita está na internet.

Fernando Jácomo é analista de sistemas com especialização em Gestão de Negócios, estudante de História e Marketing Digital entende que as empresas só querem seu lucro e por isso vai continuar assistindo TV e jogando videgame enquanto inventa milhares de molhos diferentes na cozinha.


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Ofertas

Vendas de Consoles no Mundo

Marcadores

13 reasons why 3% 99 vidas a torre negra action figures activision adventure Time Agatha Christie america's Got Talent animações Animais Fantasticos anos 80 apple artes artes marciais artigo assassins creed astronomia atari avatar bastidores batman bebe e jogo bebidas bethesda beyond good and evil bgs black Mirror Blade runner bleach blizzard board games borderlands brazil games bruxas bungie call of duty caminho De Santiago De Compostela cannes capcom Cara Gente Branca carl sagan castlevania causas sociais cavaleiros do zodiaco Caverna do Dragao chaves ciencia cinema civilization contra copa do mundo cosplay counter strike Criticas críticas-Filmes curiosidades dança Dark Darksiders DC deadpool death note defensores destiny DesventurasEntreACruzEAConcha detona Ralph dicas disney doctor who documentario donkey kong Doug Douglas Adams dragon ball e3 ea sports entre A Cruz E A Concha entre cuba e mexico entrevista Episodios esportes esports estilo; comidas faceDance far cry fatal fury feminismo ficção cientifica fifa filmes de terror final fantasy final fight fortinite fox FreeGames frozen funko futebol galeria galerias de fotos game of thrones gameplay games brasileiros games-retro Gaming gatos globo god of war guardioes da galaxia guia harry Potter hbo hello kitty Hercule Poirot Historias-Nerds horizon zero dawn house of cards india indie games infamous infográficos injustice Institucional internet invocacao do mal It james bond Jaspion jouney jurassic park justiceiro k-pop kill bill king of fighters kingdom hearts kojima konami la casa de las flores la casa de papel lanterna verde last of us lego liga da justiça livros lucky luke mad max makingOff manga mario marketing marvel Marvel Versus Capcom mega drive megaman merlí metal gear Michael Jackson microsoft missao impossivel mitologia grega monty python mortal kombat museus musica Na Estrada namco naruto neon genesis evangelion netflix news ni no kuni nights nintendo no mans sky oito mulheres e um segredo one piece onze homens e um segredo oscar overwatch pacman papo play PCGames peanuts pixar planeta dos macacos plants versus zombies playmobil playstation pokemon pokémon pokmon politica e sociedade portas dos fundos power rangers princesas quadrinhos Quem somos quentin Tarantino realidade virtual reality show Red Dead Redemption 2 religiao resident evil Rick & Morty rock rockstar RPG sailor moon San Diego Comic-Con sao paulo saude Sci Fi Sega senhor dos aneis sense8 seriados shazam shows silent hill silvio santos simpsons slender man Smash Bros snk snoopy sonic sony Space Opera speedrun spider man square star trek star wars steam stephen king Stranger Things street fighter streets of rage super sentai superman tales from borderlands tbt teatro tecnologia TecToy tekken telefonia televisao telltale The Big Bang Theory the last of us the walking dead The witcher this is america Tintim Tomb Raider TOP5 trailer transformers trophy X-ray turma da monica tv ubisoft uncharted videogames live videos vingadores warcraft World War Z xbox xmen you tube yu yu hakusho Zelda zumbis

Blog Archive